NotíciasÚltimas

Morastoni assume a presidência da Fecam

Ele recebeu o cargo da prefeita de São José, Adeliana Dal Pont

Por aclamação, dezenas de prefeitos catarinenses elegeram nesta quarta-feira, 31, o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni, para comandar a Federação Catarinense de Municípios – FECAM na Gestão 2018/2019. Juntamente com ele, foram empossados os membros da diretoria: a prefeita de São Cristóvão do Sul, Sisi Blind, como 1º vice-presidente; o prefeito de Itapoá, Marlon Roberto Neuber, como 2º vice-presidente; o prefeito de Xaxim, Lírio Dagort, como 3º vice-presidente; o prefeito de Rodeio, Paulo Roberto Weiss, como 1º secretário e o prefeito de São Joaquim, Giovani Nunes, como 2º secretário. A eleição aconteceu na Associação de Municípios da Região da Grande Florianópolis (GRANFPOLIS).

Em seu discurso de posse o novo presidente destacou que um dos principais desafios será fortalecer a instituição e aprofundar o diálogo com os prefeitos de Santa Catarina. No ato, Morastoni falou sobre alguns dos eixos de atuação da nova direção da entidade municipalista. Entre eles estão: avançar na reestruturação da Fecam; aprofundar o diálogo com os prefeitos e as bases regionais; aprofundar processos de negociação e reivindicação em defesa dos interesses dos municípios; e fortalecer a rede de desenvolvimento regional por meio das Associações de Municípios.

Morastoni é prefeito de Itajaí, cidade que já administrou na década passada - fotos>Marcos Porto, divulgação
Morastoni é prefeito de Itajaí, cidade que já administrou na década passada – fotos>Marcos Porto, divulgação

“É no dia a dia das cidades que podemos medir o grau de desenvolvimento da nação. Hoje iniciamos um novo desafio e eu proponho uma gestão compartilhada, com articulação permanente com as associações de municípios”, destacou Morastoni.
O novo presidente também lembra que são muitos os desafios individuais de cada município, mas com a união dos prefeitos é possível conquistar mais recursos para Santa Catarina. Uma das propostas iniciais é a criação de câmaras técnicas para buscar soluções para problemas comuns, como no caso da saúde.

“Vamos monitorar os interesses dos municípios e trabalhar com transparência, diálogo, otimismo e determinação. Temos muito trabalho pela frente e uma grande equipe”, finalizou Morastoni.

O Conselho Fiscal é integrado por oito titulares e sete suplentes, todos prefeitos. Os Conselhos Executivo e Fiscal, juntamente com o Conselho Deliberativo, composto pelos prefeitos que presidem as 21 Associações de Municípios de Santa Catarina, formam o Conselho Político da FECAM, pluripartidário e contemplando todas as regiões do Estado.

Confira os membros do Conselho Executivo e Fiscal.

A FECAM atua em parceria com as 21 associações de municípios do estado, como a AMFRI, e coleciona conquistas em prol do crescimento e desenvolvimento das cidades, fortalecendo a gestão pública municipal e dando voz aos prefeitos. O resultado é a melhoria da qualidade de vida da população.

PRESENÇA DE LÉDIO

O desembargador Lédio de Andrade, que deve se aposentar em breve e será convidado para se filiar, nesta sexta-feira, ao PT, colocando-se como alternativa para disputa ao governo do Estado, compareceu ao evento político. Pode ser um sinal de que o magistrado está realmente pré-disposto a encarar as urnas este ano. A conferir!

Perfil

Volnei José Morastoni
Volnei José Morastoni nasceu em 25 de setembro de 1950, na cidade de Rio do Sul, e mudou-se ainda jovem para Itajaí. Casado com Nausicaa da Silva Morastoni e pai de cinco filhos, graduou-se em Medicina pela Universidade Federal do Paraná, em 1976. Pós-graduado em Pediatria e em Saúde Pública, iniciou carreira no antigo Hospital Infantil Menino Jesus de Itajaí e como médico voluntário da Apae local.

Despontou na vida política ainda quando estudante e foi eleito vereador de Itajaí por duas vezes consecutivas, a partir de 1989. Eleito deputado estadual pela primeira vez em 1994, foi reeleito em 1998, 2002 e 2010, tendo a oportunidade de ocupar o cargo de presidente da Assembleia Legislativa e ainda o de governador interino do Estado de Santa Catarina.

Em 2005, foi eleito prefeito de Itajaí e agora exerce o segundo mandato à frente do município do litoral norte do Estado.