NotíciasÚltimas

Ordem dos Economistas pede a renúncia de Dilma

A Ordem dos Economistas de Santa Catarina lançou manifesto em defesa da renúncia de Dilma Rousseff. Acompanhe.

“Considerando as medidas do ajuste fiscal recém-anunciadas, a Ordem dos Economistas de Santa Catarina – OESC – manifesta repúdio à condução da política econômica destacando:

ordem dos economistas• A degradação das condições econômicas que se acentuam pelas medidas erráticas de intervenção microeconômica com subsídios setoriais; as subvenções desmedidas a inúmeros programas sociais; o estímulo a financiamentos pelo BNDES com taxas negativas de juros reais; o aumento irresponsável das despesas com custeio da estrutura pública e a rápida deterioração das projeções econômicas.

• A exigência de providências imediatas, corajosas e não mais certificações de incompetência por literal falta de gestão.
• A ação desastrada do envio ao Congresso de orçamento deficitário para o ano vindouro, com suposta demonstração de transparência envolta na argumentação do esgotamento dos limites de contenção de despesas próprias, caracterizando fragrante afronta a lei de responsabilidade fiscal, que não admite feito da espécie.
• Anúncio de medidas não solucionadoras e o investimento na recriação da CPMF, envolto na fundamentação inverídica de que a alíquota de 0,20% é pequena, subestimando a capacidade de intelecto dos brasileiros ao omitir o notório caráter cumulativo que a famigerada detém incorporada em seu bojo.
• A necessidade das famílias e das empresas em ajustarem suas despesas à realidade econômica e a fuga da responsabilidade governamental em não adequar as suas ao novo nível do PIB, já que elas crescem em nível maior do que a renda nacional, fator determinante à elevação da carga tributária de 25% para 35% do PIB, nos últimos anos.
• A minúscula margem de ajuste das despesas discricionárias à inevitável revisão do custeio da estrutura pública e das despesas constitucionais.
• A sociedade e o meio empresarial arcam com suas próprias despesas e o governo vem de encontro a estes, já combalidos, impor medidas medíocres para os já estonteados socorram administração desordenada, através da adição de tributos.
A ORDEM DOS ECONOMISTAS DE SANTA CATARINA – OESC-, observando o momento, as perspectivas econômicas dos anos vindouros, a incapacidade do governo à apresentação de soluções críveis e sensatas e, ainda, a crise institucional política instalada em face das graves falhas de governabilidade, CLAMA para que a Presidente Dilma Rousseff deixe sobressair em seu interior à consciência nacionalista, repense seu civismo e, em nome e a favor da sociedade brasileira, RENUNCIE a condição de Presidente da República Federativa do Brasil.
ORDEM DOS ECONOMISTAS DE SANTA CATARINA – OESC.”

Foto: reprodução