Destaques

PSD, PP e PSB reforçam costuras de 2018

As costuras de 2018 encerram 2017 com um sinal de fortalecimento por parte de PSD, PP e PSB que, reunindo quase mil pessoas em Campo Alegre, mostram nós fortemente atados. Presidente do PSD-SC, deputado Gelson Merisio viu seu nome ser fortalecido como pré-candidato pelo presidente do PSB, Paulinho Bornhausen, e pelo futuro presidente do PP, deputado Silvio Dreveck, atual presidente da Assembleia Legislativa (ALESC), além do governador Raimundo Colombo (PSD).
 “O projeto do PSB é o do 55, é eleger o Merisio governador”, disse Bonhausen. Em seguida, a mensagem ganhou um reforço pelo pepista Silvio Dreveck, “No dia 20 de agosto decidimos por mais de 800 votos em convenção, o nosso projeto para 2018 é estar com quem nunca deveríamos ter nos separado.”
psd - Gelson Merisio
Merisio agradeceu o apoio dos vários deputados, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores presentes no encontro, além da presença do governador Colombo. Merisio destacou a forma como os partidos tem se unido no Estado, de forma antecipada, por uma antecipação de ideias e de visão para o futuro de Santa Catarina.
“É aqui que os modelos são desenvolvidos para o Brasil. E é daqui de Santa Catarina que mostraremos como se supera a crise, inovamos e ajudamos a manter o Estado em constante desenvolvimento.”, afirmou Merisio, ao destacar a necessidade de o Estado se manter diferente em relação ao país.
Representante da bancada do PSD na Alesc, o deputado blumenauense Jean Kuhlmann fez enfático discurso de apoio. “Merisio, você tem uma missão para 2018. Uma missão que também é nossa. Fazer com que Santa Catarina continue sendo um Estado diferente. Aqui temos muito mais qualidade de vida”, afirmou.
O governador também destacou a forma como o Estado conseguiu se diferenciar. “O ano de 2017 está terminando e estamos aqui para agradecer toda nossa capacidade de superar adversidades. Cumprimos bem nossa missão de proteger as pessoas. Temos o menor desemprego do país e SC gerou 80% de todos os empregos da região Sul nesse ano”, afirmou Colombo.