Coluna do dia

Apelo sindical

Quando foi aprovada a reforma trabalhista, no ano passado, o esperneio generalizado ficou por conta dos sindicatos de empregados. Muito deles, ainda existem como verdadeiras fábricas de mobilizar gente que não trabalha para atrapalhar a vida de quem produz e paga a conta toda. A mídia deu vazão total ao esperneio deste segmento.

Mas não são apenas os sindicatos laborais, sejam eles funcionais ou de fachada, que estão sentindo na pele os efeitos da nova legislação.

Presidente da poderosa Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), José Zeferino Pedrozo, o Zezo, divulgou nota fazendo um apelo aos produtores rurais. O dirigente quer que eles recolham a contribuição sindical rural referente ao exercício de 2018. O sindicato é patronal e está inserido no contexto da reforma trabalhista. Agora, a contribuição não é mais obrigatória. É facultativa. Para Zezo, essa contribuição sindical, no caso da Faesc, é um dos poucos tributos cuja arrecadação era 100% destinada à categoria que o recolhia.

 

FRASE

“Eles pagam porque desejam sindicatos fortes, estruturados e preparados para a legítima defesa dos interesses classistas em uma sociedade livre, pluralista, liberal e fundada no Estado de Direito.” Zezo Pedrozo, que sonha em ver no Brasil o modelo sindical do chamado primeiro mundo, nos moldes citados por ele.

 

Segurança

Ulisses Gabriel, presidente da Associação dos Delegados de Polícia de SC (Adepol-SC), confirmou a pré-candidatura a deputado estadual pelo PSD para as eleições de 2018. O anúncio ocorreu durante entrevista ao programa Cruz de Malta Notícias. O delegado disse que a participação no pleito foi um pedido dos profissionais da área de segurança pública e que, inclusive, já tem conversado com o presidente do partido, Gelson Merísio, para levar a candidatura adiante.

 

Liderança

A Fundação Celesc de Seguridade Social, pelo segundo ano consecutivo, conquista uma das melhores pontuações do Estado e lidera nacionalmente a lista de operadoras da modalidade de autogestão de planos de saúde ambulatoriais, com 20 mil a 99.999 beneficiários. Numa escala de 0 a 1, a fundação recebeu pontuação de 0,9548, no Índice de Desenvolvimento da Saúde Suplementar, indicador voltado para a avaliação da qualidade dos serviços prestados pelas operadoras de saúdo no Brasil, ocupando a 7ª posição entre as 768 operadores médico-hospitalares de todo o país. A CELOS atende mais de 22 mil pessoas e, com a classificação, é considerada referência pela Agência Nacional de Saúde (ANS).

 

Berlinda

O catarinense Victor Laus, que assumiu como desembargador do TRF-4, de Porto Alegre, em 2003, vindo do Ministério Público Federal, está na berlinda do julgamento do recurso de Lula da Silva, no dia 24. Há muitas especulações de que ele estaria sendo muito pressionado. Inclusive com insinuações de que poderia ascender a tribunal superior caso “alive” um pouco pelo menos a barra do condenado em primeira instância.