Destaques

Candidatura irreversível!

A passagem do senador Alvaro Dias por Santa Catarina foi marcante. Ele deixou muito claro que seu projeto nacional, de disputar a Presidência da República, é irreversível. E viável. Em 43 anos de mandatos eletivos, o líder nacional do Podemos costuma lembrar que foi governo em apenas quatro anos e sete meses.

Por óbvio, ele não só era governo como foi o próprio governador do Paraná por quatro anos. Os outros sete meses governistas do presidenciável estão na conta de Fernando Henrique Cardoso, que convenceu Alvaro Dias a apoiá-lo.

Durou apenas sete meses. Nos demais 39 anos e cinco meses de mandatos consecutivos, Alvaro Dias esteve na oposição. Seja no Paraná, seja no Brasil. Ele não esteve com Fernando Collor. Fez oposição responsável durante mais de sete anos ao governo FHC.

Durante muito tempo, o senador foi quase uma voz isolada na trincheira oposicionista a Lula da Silva e seu projeto de poder absolutista. Durante todo este tempo, Alvaro Dias se mostrou coerente. Assim que percebeu que o governo FHC não era o que parecia, tomou outro rumo. E nos outros quatro anos como governista, fez um governo reconhecido até hoje no estado vizinho. Eis aí uma figura para se prestar atenção. E que assusta a chamada esquerda e os apoiadores de Jair Bolsonaro.

Oportunismo

Alvaro Dias não cita nomes, mas se refere claramente a Ciro Gomes quando questiona aonde estavam os heróis do sertão, os salvadores da pátria, durante os 13 anos do PT? No mínimo, foram coniventes com a roubalheira e agora se apresentam ao eleitor como se nada tivessem a ver com o maior desastre da história do Brasil.

Alvaro Dias candidatura
Alvaro Dias logo após o término do ato de filiação do deputado Natalino Lázare ao Podemos – foto>Vitor Shimomura, Ag. Alesc

Sustentar

O ex-deputado federal e presidente do Instituto Ideal, Mauro Passos, e o professor da UFFS , Ricardo Rüther foram homenageados pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina durante a realização da 6ª edição do Fórum de Energias Renováveis, Consumo Responsável, Cidades Inteligentes – SUSTENTAR 2017. A iniciativa foi do deputado estadual Dirceu Dresch (PT), proponente do evento, em reconhecimento à contribuição de ambos em prol das energias renováveis.

Dobradinha

Secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso, defendeu, publicamente, o nome de Paulo Bauer ao governo e Napoleão Bernardes ao Senado.

Atualidade

Um antigo ditado está sendo remodelado em tempos de esquerda enrustida querendo voltar ao poder. “Me diga quem evitas, e te direi quem és.”

Desinformação

Ex-senador Geraldo Althoff cumpre papel estratégico dentro do PSD. Figura respeitadíssima e cordial, é o perfil certo para a função certa. Mas daí a querer vincular a ele a chegada do presidente da Comissão de Agricultura da Alesc, deputado Natalino Lázare, ao Podemos, vai uma grande distância.

Tripé

Considerando-se o momento atual e os dados que são poucos explorados nas mais recentes pesquisas eleitorais, são reais as chances de um candidato de centro conquistar a Presidência da República em 2018. Na atualidade, três nomes demonstram viabilidade: Geraldo Alckmin, Alvaro Dias e Henrique Meirelles.